“Meu marido estava condenado à morte”
31 de julho de 2021
Corria risco de ficar cega
1 de setembro de 2021

Investimento certo

Foto: Arquivo pessoal

Insatisfeita com a vida profissional, Carla Cristina Helfer desejava ter o próprio empreendimento. “Trabalhava com televendas em uma empresa, mas os ganhos eram limitados. Nesses tempos depois, fui demitida. Então, peguei o dinheiro da rescisão e comprei várias blusas para vender.

Esse foi o primeiro passo rumo à concretização dos ideais dela. Passei um ano vendendo roupa de porta em porta. Depois, reunia pessoas para comprar em minha casa. Vendia as peças, pegava o dinheiro e comprava mais. Assim, Deus fez meu sonho de ser empresária ganhar forma e proporção.

Após dois anos, Jesus a abençoou, e ela conseguiu alugar um espaço para trabalhar. Hoje, tenho uma loja de dois andares e vários funcionários. Sou próspera, graças a Deus.


1 Comment

  1. Betina Correia da Silva disse:

    Glória a Deus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *