Rosto estava desfigurado
16 de fevereiro de 2021
Saía do bar carregado
21 de fevereiro de 2021

Festa da fé sacode Madureira

Livre da dor nos joelhos, José Clementino  andou sem as muletas – Foto: Rodrigo Di Castro

Amanda Pieranti


Várias pessoas foram curadas durante a reunião. Abençoado, José Clementino largou a bengala enquanto cantava A volta da vitória

“Você veio para uma celebração, mas não da carne. Esta é a festa da fé, do Espírito Santo. Então, prepare-se para receber a bênção.” A declaração foi do Missionário, ao iniciar o culto na sede estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus, no Rio de Janeiro, no bairro de Madureira, dia 14 de janeiro. Em seguida, como de costume, ele cantou A volta da vitória com o público.

“Se você veio triste, chateado, com dor ou qualquer outro problema, mande o mal embora e tome posse da bênção”, orientou R. R. Soares antes de cantar o louvor de sua autoria. Ao final do evento, muitas pessoas alcançaram o milagre.  Foi o caso de José Clementino de Medeiros.

“Poderei andar de bicicleta”

José Clementino – Foto: Amanda Pieranti

Ele chegou à Igreja amparado por duas muletas. Após dar A volta da vitória, declarou-se curado da dor nos joelhos causada pela artrose e pelo desgaste das cartilagens. “Eu não podia andar sem elas havia cinco anos”, declarou, chorando, enquanto caminhava na frente do altar com o apoio no ombro. 

Na véspera do encontro, quando soube que nenhum familiar poderia levá-lo até lá, José Clementino pediu a Deus que o ajudasse a chegar ao templo. No dia seguinte, enfrentou a dificuldade de se locomover sozinho e pegou uma condução até Madureira. “Quando entrei no ônibus, encontrei uma senhora que também ia ao culto. Ela me ajudou a chegar à Igreja. Foi a resposta do Senhor às minhas orações.”

José entrou na concentração clamando pelo milagre. “Saí de lá sarado para a honra e glória de Deus. Estou bem e retornarei para casa feliz. Não preciso mais das muletas. Agora, poderei andar de bicicleta e fazer minhas plantações orgânicas com tranquilidade.”

“Estou nova”

Maria Raimunda – Foto: Rodrigo Di Castro

Dor nas pernas, coluna travada e sem poder se agachar. Maria Raimunda de Moura apresentava essas sequelas depois de enfrentar um câncer há um ano. “Sem firmeza nas pernas, usava bengala e me sentia cansada. Nem conseguia mais fazer o serviço doméstico direito. Os tratamentos de nada adiantavam.” 

Quando soube da reunião do Missionário em Madureira, Maria se programou para participar. “Nem dormi direito à noite esperando esse momento. Fui curada em Nome de Jesus. Estou nova e vou aposentar a bengala emprestada pela minha vizinha. Também quero andar bastante sozinha, faxinar a casa, fazer comida, lavar roupa e cuidar da família.”

Andou normalmente

Emelirde Monteiro – Foto: Rodrigo Di Castro

Emelirde Monteiro da Silva chegou ao evento sedenta pela cura. “Eu tinha artrose nos joelhos, bico de papagaio na coluna e desgaste no lado esquerdo do quadril. Estava sem força nas pernas e com dificuldade de caminhar. Além disso, caía na rua. Não tinha condição nem de subir e descer do ônibus. Por isso, tive de pegar um táxi para chegar à Igreja.”

No entanto, depois da oração da fé com o Missionário, Emelirde recuperou a saúde. “Eu só conseguia me levantar da cadeira se me apoiasse em algo e fizesse esforço. Agora, levanto-me sem dificuldade”, afirmou ela caminhando com desenvoltura.

Seu grande desejo é voltar a dirigir. “No Detran, tinham me dito que eu teria de adaptar meu carro para usá-lo, devido ao problema de saúde. Mas, agora, voltarei a dirigi-lo sem precisar alterá-lo, pois Jesus me curou. Estou tão feliz!”

Bodas de ouro

Missionário e a esposa, Magdalena Soares – Foto: Rodrigo Di Castro

Durante o culto em Madureira, R. R. Soares convidou a esposa para subir ao altar e falou sobre as bodas de ouro do casal. “Essa é a Dona Magdalena, pessoal. Ano que vem, faremos 50 anos de casados. Orem pela gente, para o Senhor nos dar saúde e disposição, a fim de continuarmos fazendo a obra dEle.”

Dois dos cinco filhos do casal, o deputado federal, Marcos Soares, e o deputado estadual, Filipe Soares, também estavam presentes.

Sacudir o Brasil

Pr. Rogério Postigo – Foto: Rodrigo Di Castro

De acordo com o Pr. Rogério Postigo, esse é o objetivo de R. R. Soares, que tem levado mensagens de poder e feito orações de fé em prol dos participantes dos cultos realizados pelo país. “Receber o Missionário na nossa igreja é mais um passo importante na propagação do Evangelho. Foi o Dia da Retomada. O povo de Deus compareceu e tomou posse da benção”, declarou o pastor, líder da IIGD no Estado do Rio de Janeiro. 

Ele convida o povo carioca a participar das reuniões de Libertação, toda sexta-feira, na sede estadual em Madureira (Praça Armando Cruz, 120 – no Shopping Tem Tudo). “Venham dar A volta da vitória e ser abençoados, às 9h, 14h e 19h”, completou o pastor.

Nódulo sumiu

Rosangela Figueiredo – Foto: Rodrigo Di Castro

R. R. Soares comandou mais um encontro de fé na Cidade Maravilhosa, no dia 20 de janeiro, em Santa Margarida – no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio. Na oportunidade, muitos foram curados, entre eles, Rosangela Figueiredo de Oliveira.

Após a oração, ela não encontrou mais o que tanto a afligia havia dois anos: um nódulo em cima da veia, no lado esquerdo do pescoço. “Quando eu passava a mão, dava para senti-lo. Estava até com cirurgia marcada. Porém, sumiu depois do clamor”, contou, emocionada. Enquanto esperava a data da operação, Rosangela convivia com os incômodos da doença. “Doía muito, e eu me engasgava quando comia. Batia os alimentos no liquidificador para consumi-los. Mas estou curada e já posso comer meus pratos preferidos. O primeiro vai ser feijoada”, conclui, feliz.

Maravilhas

Pr. Newton Sousa – Foto: Rodrigo Di Castro

“Mediante a mensagem de fé que o Missionário pregou, vimos o nosso Deus fazer maravilhas. Por essa razão, declaramos o início do Ano da Retomada – do começo de uma nova história. Assim como aconteceu com Josué, que obedeceu ao Senhor, quem ouvir a Palavra e crer nela receberá a vitória”, afirmou o Pr. Newton Sousa, líder da IIGD em Santa Margarida.

As reuniões nesse templo da IIGD acontecem aos domingos (Louvor e Adoração), às 7h, 8h30, 15h e 19h; quartas-feiras (Família), às 8h, 15h e 19h30; e às sextas-feiras (Libertação), às 8h, 15h e 19h30.

A IIGD em Santa Margarida fica na Estrada do Campinho, 5.200 – Em frente à Av. Bacaxá.


Siga o Jornal Show da Fé nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Follow by Email
Instagram
WhatsApp