Trabalho, fé e bom atendimento
8 de novembro de 2020

Destruição e recomeço

Foto: Divulgação IIGD

Lezilda e Jorgelino se separaram em decorrência do alcoolismo. Mas, em Cristo, o casal ganhou uma nova chance


Claudia Santos


A união conjugal com Jorgelino Rodrigues Fraga surgiu como o primeiro passo de Lezildarumo ao sonho de ter uma família feliz. O segundo foi o nascimento dos quatro filhos do casal. Porém, em vez de alegrias, Lezilda Pinto Fraga enfrentou sofrimento após seu marido se tornar alcoólatra.

De acordo com ela, quando estava embriagado, Jorgelino agia como alguém possesso pelos espíritos malignos: “Ele pegava uma garrafa de álcool e ameaçava atear fogo nas crianças. Eu nem dormia direito, temendo que acontecesse algo”, confessa.

Outro problema causado pela dependência era a falta de dinheiro para pagar as despesas. “Meu esposo usava o salário dele para sustentar esse hábito”, desabafa a esposa.

A separação

As oportunidades dadas por Lezilda para Jorgelino mudar seu comportamento foram muitas, até a situação ficar insustentável e ela pedir a separação: “Arrumei emprego em uma fábrica de doces, a fim de manter minha família. A minha filha mais velha, quase adolescente na época, tomava conta dos menores, de 8, 7 e 3 anos”.

Apesar dos conflitos, os filhos sentiam falta do pai: “A do meio fez terapia e tratamento psiquiátrico. Ela tomava medicamentos, pois desmaiava”.

Nesse período, sem conhecer a Palavra e totalmente desnorteada, Lezilda pedia a Deus que lhe desse uma direção. “Era muita responsabilidade manter minha casa, dar educação às crianças e cuidar do emocional delas”, explica.

“Canal de bênçãos”

Certo dia, Lezilda começou a zapear a TV e acabou sintonizando no programa de R. R. Soares. “A mensagem me fortaleceu. Então, procurei uma Igreja da Graça. Depois, soube que o Missionário faria uma reunião especial na minha cidade. Nem hesitei em ir ao evento.”

Após conhecer mais de Jesus, nas pregações de R. R. Soares, Lezilda entregou sua vida a Cristo. “Aprendi a determinar bênçãos para a minha família e comecei a orar pelo pai dos meus filhos. Assim, o Senhor me surpreendeu.”

A reconciliação

O que poderia ser mais uma história de família destruída se transformou em exemplo de reconstrução. “Um dia, eu soube que Jorgelino também estava convertido e liberto”, conta Lezilda. O casal teve vontade de se reencontrar e reatou o matrimônio.

“Foi maravilhoso aceitar Jesus. Ele me trouxe das trevas para a luz. Agradeço a Deus e à minha esposa por terem me mostrado o caminho”, diz Jorgelino.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *