Sofria devido às sequelas do antibiótico
17 de março de 2022
Crises epiléticas nunca mais
21 de março de 2022

“Meu marido achou que me perderia”

Maria de Fátima participou do propósito da água abençoada – Foto: Rodrigo di Castro

A declaração é de Maria de Fátima. Infectada pela covid-19, ela ficou em estado grave, mas tomou uma decisão de fé e venceu a doença


Amanda Pieranti


Em maio de 2020, no início da pandemia do novo coronavírus, Maria de Fatima Justino de Souza começou a sentir falta de ar. “Além da dificuldade para respirar, que aumentava a cada dia, tive dor de cabeça e febre. Também perdi o paladar e o olfato, e sentia um forte cansaço. Minhas mãos mal seguravam os objetos.”

Depois de Maria de Fatima ter os pulmões radiografados no hospital, foi verificado que 50% deles estavam tomados pela infecção. “Fui medicada e retornei para casa. Mas, à noite, piorei e tive de procurar uma emergência.”

Exercitou a fé

De acordo com o médico, o estado de saúde de Maria de Fátima era grave. Mesmo assim, ela foi medicada e retornou à residência dela. O especialista também receitou alguns remédios e fez um alerta que deixou o esposo de Maria de Fatima preocupado. “Se eu não melhorasse, teria de ser entubada. Por causa dessa notícia, meu marido achou que me perderia.”

No entanto, ela não se abateu e tomou uma decisão ao voltar para casa. “Resolvi clamar a Deus pela cura. No mesmo dia, liguei para a pastora da Igreja da Graça da qual sou membro e pedi oração. Também comecei a assistir ao programa do Missionário. Assim, o Senhor restaurou minha saúde.”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Follow by Email
Instagram
WhatsApp