Tempo de sofrer chega ao fim
1 de dezembro de 2021
Profissões em alta no próximo ano
3 de janeiro de 2022

Vitória sobre problemas na coluna em São Paulo

Fotos: Rodrigo Di Castro

Claudia Santos


Várias pessoas dispensaram o uso de muleta e andador em dezembro, nos cultos do Missionário. No dia 7/01, ele realizará outras reuniões no estado

“Jesus é o nosso Salvador. Ele cura e faz prosperar. Quando a pessoa manda a doença embora em o Nome dEle, o milagre acontece, porque grande é o Senhor, e Sua glória mudará a sua vida”, afirmou o Missionário R. R. Soares, durante um dos cultos realizados em dezembro nas cidades de Ribeirão Preto, Franca, Campinas e São Carlos, em São Paulo.

Nas reuniões, várias pessoas curadas de problemas na coluna e nas pernas se libertaram de objetos de apoio, como muleta, andador e bengala. Todas comemoraram a bênção cantando A volta da vitória com R. R. Soares. Eliane de Cassia Silva Fernandes é uma delas.

Em 2011, ela sofreu um acidente e teve esmagamento da medula. “Fiquei internada durante 63 dias e tive de fazer cirurgia na coluna e colocar prótese no quadril. Também fazia fisioterapia e tomava 14 medicamentos por dia, mas de nada adiantavam. Sentia muita dor, não tinha forças nas pernas e precisava usar muleta para me locomover. Meu esposo fazia os serviços de casa. Foram oito anos nessa luta.”

Eliane estava no culto das 9h, na Igreja da Graça em Ribeirão Preto. Quando o Missionário chamou ao altar aqueles com distúrbio na coluna, ela foi determinando o milagre e alcançou a cura. “Estou andando normalmente e não preciso mais da muleta. Agora, vou colocar em prática os meus sonhos; um deles é abrir meu próprio negócio”, completa, feliz.

Eliane de Cassia

Voltou a andar sem limitações

Maria das Graças Cintra Miranda padecia, havia 17 anos, de fortes dores provocadas pelo desgaste na coluna e bico de papagaio. “O problema inchava minhas pernas e meus pés. Tinha dificuldade de caminhar, então usava andador quando ia à rua. Dentro de casa, eu me escorava nas paredes e nos móveis.”

Maria das Graças largou andador

Como os medicamentos não faziam efeito, o ortopedista que cuidava da Maria recomendou uma cirurgia. “Segundo ele, o procedimento seria de risco devido à minha idade. Assim, busquei a solução em Jesus. Quando soube da reunião do Missionário em Franca, participei e recebi minha vitória. Retorno para casa curada. Não preciso mais do andador, graças a Deus.”

Minhas pernas estão firmes”

Zilda Pereira

Após sofrer um acidente doméstico e fraturar três costelas, Zilda Pereira Martins ficou com dificuldade de locomoção. A situação piorou devido ao surgimento de uma ferida no pé esquerdo, que demorou a cicatrizar. “Saía bastante secreção, e fiquei internada vários dias até ela secar. Quando tive alta do hospital, as sequelas apareceram. Sentia dor e não tinha mais firmeza ao andar.”

Zilda precisava do andador ao se locomover e do auxílio da filha nas tarefas domésticas. Ela chegou à IIGD em São Carlos com sacrifício, mas saiu da reunião vitoriosa. “Minhas pernas melhoraram, e não vou mais usar andador”, afirmou, caminhando livremente pelo templo.

Não conseguia ter uma vida normal”

Maria Dolores

Desde 2014, Maria Dolores Martins Gomes sofria de artrose, bico de papagaio e hérnia de disco. “A situação piorou depois que caí no ônibus e machuquei as pernas. Fiquei oito meses de cama. Quando melhorei, não pude mais caminhar sem a bengala.”

Além da forte dor que Maria sentia, as pernas ficaram fracas. “Não conseguia ter uma vida normal. Moro sozinha e era árduo cuidar da casa. Fui buscar minha bênção na reunião do Missionário e voltei restaurada, sem a bengala”, conta Dolores, que deu A volta da vitória no culto da Igreja da Graça em Campinas.”

Parecia ter uma orquestra de grilo no ouvido

Nilson Martins

Além da cura de problemas na coluna, outras enfermidades foram eliminadas da vida de muitos participantes das reuniões em São Paulo, durante a oração da fé. Nilson Martins recuperou a audição ao participar do culto das 14h na IIGD em Ribeirão Preto. “Minha comunicação era complicada. Não entendia quase nada do que falavam comigo, principalmente nas reuniões de família.”

O distúrbio na audição de Nilson começou há quatro anos. “Eu tinha dificuldades de falar ao telefone ou assistir à televisão. Precisava colocar a TV no volume máximo. Porém, minha esposa abaixava, e acabávamos brigando. O otorrino recomendou aparelho auditivo, mas eu relutava em usar.”

Era como se os ouvidos dele estivessem tampados. “Além disso, ouvia um zumbido constante. Parecia ter uma orquestra de grilos dentro deles. Porém, após a súplica, eles destamparam, o barulho sumiu, e estou ouvindo perfeitamente”, disse Nilson ao Missionário chorando. O líder também se emocionou com o milagre.

Onde tomar posse da bênção

No dia 7 de janeiro, R. R. Soares realizará mais cultos em São Paulo, nas cidades de São Bernardo do Campo e Santo Amaro. Confira abaixo os horários e os endereços das IIGD onde os encontros de fé serão realizados. Participe e tome posse da sua bênção!

9h – SÃO BERNARDO DO CAMPO

Av. Francisco Prestes Maia, 10 – Centro

19h30 – SANTO AMARO

Rua Desembargador Bandeira de Mello, 376


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *