Jornal Show da Fé – 184
1 de maio de 2021
Mãe, um legado para a vida toda
4 de maio de 2021

Trauma, ansiedade e síndrome do pânico

Foto: Rodrigo Di Castro

Após a morte trágica do marido, Susana da Penha se tornou uma pessoa oprimida. Nesta reportagem, ela revela o caminho para se libertar do mal


Amanda Pieranti


Depois que ficou viúva, Susana da Penha Moreira foi tomada pela ansiedade, e esse quadro emocional durou três anos. “O assassinato do meu esposo me deixou muito abalada”, lembra-se ela.

Susana desenvolveu também síndrome do pânico. “Eu ficava com medo de morrer e de sair à rua. Então, só andava acompanhada.”

Ela tomava remédio controlado para dormir, porém o medicamento não surtia mais efeito. “Acordava de madrugada trêmula, com o coração acelerado”, relata.

A transformação

Assistindo ao Show da Fé, Susana deu o primeiro passo a fim de se recuperar. “Participei da campanha da água consagrada, com o Missionário, perseverei em oração, e os sintomas foram sumindo, até que fui curada.”

Para ela, o programa é abençoador. “Assisto todos os dias e recomendo a quem precisa de um milagre. Mas é preciso colocar a fé em prática”, finaliza.


Siga o Jornal Show da Fé nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Follow by Email
Instagram
WhatsApp