Brigas deram lugar à paz
22 de novembro de 2021
Um socorro em plena pandemia
1 de janeiro de 2022

Recuperou movimento do braço

Maria Morais – Foto Rodrigo Di Castro

Claudia Santos


Uma forte dor no ombro esquerdo mudou a rotina de Maria Morais de Azevedo. “O braço também doía muito, e eu não conseguia mais erguê-lo nem fazer o serviço de casa direito. No início, pensei que o desconforto passaria logo, mas piorou.”

No entanto, ela só procurou ajuda médica após dois meses de sofrimento. “Nem conseguia mais me movimentar e já não tinha posição para dormir. Então, minha filha me levou ao hospital. O médico receitou injeções, que tomei durante algum tempo, porém o medicamento só fazia efeito por dois dias.”

Voltou a dormir bem

Desacreditada na Medicina, Maria decidiu clamar nos cultos da Igreja da Graça onde congrega. Participava das reuniões e determinava a vitória assistindo aos programas de TV apresentados pelo Missionário R. R. Soares. “Além disso, tomava a água consagrada e passava o líquido no braço. O Todo-Poderoso atendeu às minhas súplicas. A dor sumiu, e voltei a me mexer sem limitação. Agora, durmo e faço as tarefas domésticas tranquilamente”, finaliza ela, que congrega na IIGD em Armação de Búzios/RJ (Avenida José Bento Ribeiro Dantas, 5450, Loja 8 – Manguinhos), liderada pela Pra. Silvânia.


1 Comment

  1. Claudinha Santos disse:

    Que lindo milagre!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *