“Meu marido estava condenado à morte”
31 de julho de 2021
Corria risco de ficar cega
1 de setembro de 2021

Prazer em viver

Foto: Arquivo pessoal

Após um casamento de 25 anos, Vera Lúcia Terra perdeu o marido, que teve um infarto fulminante. Sem aceitar o luto, afundou-se em profunda tristeza.

Mesmo não sendo salva em Jesus, a viúva sabia: só Ele poderia tirar aquela dor. Assim, um dia, caminhando pela cidade, avistou um templo da Igreja da Graça e sentiu o desejo de assistir a uma reunião. 

“Fui pela primeira vez e, a partir daquele culto, Cristo começou a transformar minha vida. Durante a reunião, chorei bastante, e foi assim nos outros dias”.

Quando as lágrimas cessaram, Vera notou o fim da depressão. “Comecei a sentir prazer em ficar na minha casa, e a dor da perda nem me incomodava mais. Hoje, sou membro da casa do Senhor e posso dizer que renasci”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *