Ouvido era oco e volta ao normal
20 de abril de 2021
Recebeu o fôlego de vida
26 de abril de 2021

“Jesus foi bom para você”

Foto: Rodrigo Di Castro

Amanda Pieranti


O Missionário R. R. Soares disse isso quando Alexsandra Rodrigues declarou ter sido curada de um problema na coluna

“Agora, posso arrumar minha casa, abaixar e fazer qualquer movimento sem precisar de apoio”. Algumas ações consideradas simples para muitas pessoas eram um tormento para Alexsandra Rodrigues da Silva. “Diversas vezes, parei no hospital quando a coluna travava”, lembra-se.

As dificuldades decorriam de uma hérnia de disco: “Eu sentia muita dor. Não conseguia andar direito nem me agachar. Mal me levantava da cama. De acordo com a médica, eu tinha de ser operada.”

Vivendo à base de remédios, Alexsandra foi convidada a participar de uma reunião do Missionário na IIGD na Taquara 2 (RJ) e logo aceitou. Durante a oração da fé, ela confiou que receberia o milagre. E Deus agiu. “Senti um calor na coluna e percebi que o Senhor havia me curado.”

Em conversa com o Missionário, ela fez movimentos antes impossíveis. “Então, abaixa!”, pediu R. R. Soares. “Que bonito! Deus é tremendo! Jesus foi bom para você”, emociona-se o pregador.

Recuperada, ela pretende voltar à sua rotina normal. “Sou abençoada e feliz em Nome de Jesus. Foi o melhor convite recebido: o de participar da campanha.”

Foto: Rodrigo Di Castro

A força que vem do Alto

“Será uma noite de bênçãos”, exclamou R. R. Soares ao iniciar o culto na Igreja da Graça na Taquara 2 – Rio de Janeiro (Estrada dos Bandeirantes, 1.000). O ministro do Evangelho propôs a seguinte reflexão: “Temos de pregar as Boas-Novas. Aqueles que crerem e forem batizados serão salvos. Se aceitou Jesus, não tema. Você é do Senhor e tem o poder de anular o que fizeram contra a sua vida. Quando recebemos o batismo, somos libertos.”

Inspirado em Romanos 8, versículo 26, Soares explicou que o Espírito Santo é onipresente e onipotente. “Ele nos fortalece, encorajando-nos a mandar o mal embora. Sua coluna, que ia ser operada, não será mais. O ouvido surdo se recupera, e a visão embaçada volta ao normal.”

Na reunião na IIGD do Méier (Rua Silva Rabelo, 20), ele afirmou que, com o coração forte, é possível enfrentar as tempestades. “O Senhor perdoa os pecadores e cura os doentes e desenganados pela ciência.”

Foto: Rodrigo Di Castro

João agora é de Jesus

Há mais de 30 anos, João da Silva Lima tinha duas hérnias de disco e outras em formação. “Eram muitas crises. Se pegasse peso, a dor piorava, e o remédio causava efeito colateral.”

Pela Medicina, a solução seria submeter João a uma cirurgia na coluna. “Como não queria operar, acabei me acostumando com esse quadro. Mas, ao frequentar a Igreja da Graça, aprendi a repreender o mal.”

Na reunião da Taquara, ele obteve a bênção. “Enquanto orava com o Missionário, recebi a cura. Meu coração se alegrou, e meu corpo ficou leve. Então, consegui me abaixar sem dor.”

Com a postura correta, João pode andar como uma pessoa saudável. “Antes, só me levantava devagar e curvado”, confessa. A felicidade dele contagiou o Missionário: “Gloria a Deus! Vai, João de Jesus!”, brincou o líder.

Braços davam “choque”

De repente, Fátima Cristina Romariz Hushi começou a sentir uma dor no ombro direito que irradiava para o braço. Os exames detectaram perda de massa óssea e o laudo foi confirmado por três profissionais.

O sofrimento aumentava quando ela executava tarefas essenciais, como arear panela, limpar janelas ou cuidar dos cabelos. “Eu só conseguia erguer um braço com a ajuda do outro, pois ele dava choque. Foram quase três anos vivendo assim”, detalha.

Contudo, Fátima se manteve perseverante. Após a pregação de R. R. Soares na reunião do Méier, ela participou da oração pelos enfermos e recebeu a vitória. “Lá mesmo, pude fazer movimentos antes limitados.” Procurada posteriormente pela equipe do Jornal Show da Fé, ela foi categórica: “Estou fazendo tudo sem sacrifício. Inclusive, já lavei, sequei e pranchei os cabelos”, finaliza.


Zuleide se emocionou ao constatar o fim das dores – Foto: Rodrigo Di Castro

Dor e casa desorganizada

Após ter contraído chicungunha, Zuleide Fernandes da Silva apresentou sequelas, como fortes dores nos braços. “Eu tomava vários medicamentos, inclusive injeções, mas nada adiantava.”

Devido aos sintomas, ela não conseguia dormir nem executar as tarefas domésticas. “Sempre gostei de manter tudo em ordem, mas não podia mais organizar a casa. Até preparar comida era um martírio. Fiz a cirurgia no braço esquerdo, e foi levantada a possibilidade de operar o direito também. Então, decidi participar do culto do Missionário”, revela. Zuleide chegou cedo, sentou-se nos bancos da frente e assistiu à pregação. “Quando clamei ao Altíssimo, minha fé se renovou, e mandei o mal embora. No momento em que Soares me pediu que movimentasse os braços, consegui erguê-los. Estou curada. Quero logo colocar meu lar em ordem e passear bastante”, comemora, emocionada.

A serviço do povo de Deus

O deputado estadual, Filipe Soares, filho caçula do Missionário, esteve presente à reunião, acompanhado da esposa, a cantora Kelly Benigno. Ela participou do louvor na Taquara.

Filipe deixou uma mensagem para o povo: “Nesta noite, Deus está falando com você. Não se distraia nem dê atenção ao inimigo. Foque na Palavra, porque Ele vai transformar sua vida.”

O outro filho de R. R. Soares o deputado federal, Marcos Soares, igualmente participou da reunião no Méier e declarou aos participantes: “Deus vai agir no coração de quem veio aberto a ouvir a Palavra. Hoje é o dia da sua mudança!”, finaliza. 

Esperança e fé

“Receber o Missionário nesta Igreja nos faz crer que o Senhor Jesus fará maravilhas. Após ministrar a Palavra e realizar a oração da fé, o poder de Deus entra em ação curando, libertando e avivando”, afirmou o Pr. Marcelo Moraes, responsável pela IIGD na Taquara 2.

No Méier, o líder local, Pr. Josias Cruz, destacou a importância da pregação de R. R. Soares: “O marcante não são apenas os milagres, mas também o ensinamento compartilhado, pois leva pessoas a crer para receber a bênção. A fé vem ao ouvir a Palavra (Romanos 10.17).”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Follow by Email
Instagram
WhatsApp