“Meu marido estava condenado à morte”
31 de julho de 2021
Corria risco de ficar cega
1 de setembro de 2021

Família agora está livre

Foto: Rodrigo Di Castro

O cigarro entrou na família de Sueli Ferreira Gomes há muitos anos. Primeiro, houve a perda do marido dela: “Ele morreu de embolia pulmonar causada pelo fumo”. O filho seguiu o exemplo do pai. “Eu tinha medo de ele ter um triste fim”.

Para completar a preocupação, o genro de Sueli também fumava. Percebendo a fraqueza dos dois, ela decidiu lutar com fé e começou um propósito de oração para ajudá-los a deixar aquele mal.

“Eu participava de campanhas e reuniões de libertação, pois precisavam sair daquela escravidão. Esse veneno já havia deixado um rastro de destruição na minha casa”.

 O Altíssimo ouviu as súplicas de Sueli: “Aos poucos, ambos foram totalmente libertos. Sou muito grata a Jesus”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *