“Meu marido estava condenado à morte”
31 de julho de 2021
Corria risco de ficar cega
1 de setembro de 2021

“Estava vendo o diabo roubar de mim as coisas boas”

Foto: Arquivo pessoal

Amanda Pieranti


Aos 15 anos, Matheus Ferreira Gomes se envolveu com drogas. “Fui apresentado a elas, pois vivia nas noitadas. No início, era só curiosidade, mas caí em uma emboscada e me tornei usuário”.

Quando estava prestes a completar 20, sentiu-se incomodado com seu jeito de viver. “Estava vendo o diabo roubar de mim as coisas boas. Pensei: Daqui a pouco, ele vai tirar o meu emprego e me jogar no crack até eu morrer”.

Matheus reconhecia o Nome de Jesus como o único capaz de ajudá-lo na transformação. “Meus parentes sempre me deram bons conselhos e pregavam a Palavra para mim”. Então, um dia, o jovem decidiu procurar a Igreja. “Frequentando-a, percebi: ali era o lugar onde devia estar para Deus me tornar um canal de bênçãos”.

Rejeitou o pecado

Assistindo aos cultos, o rapaz sentiu-se preenchido pelo amor do Altíssimo: “Acolhido nos braços do Pai, aos poucos, rejeitei o pecado e me afastei das amizades negativas. Quis viver conforme a vontade do Senhor”.

A partir daí, ele aboliu de imediato os entorpecentes. “Foi uma libertação muito forte. Estava no reino das trevas e passei para o da luz. A Palavra me sustentou”.

Conforme Matheus foi permitindo a entrada de Deus em seu coração, tudo mudou. “Comecei a evangelizar nas ruas, levando os jovens para a Igreja. Entendi o chamado do Pai para esse ministério. Hoje, sou líder deles na Igreja da Graça e atuo no Ministério de Louvor”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *