Açúcar, acerte na medida
25 de outubro de 2021
Brigas deram lugar à paz
22 de novembro de 2021

Casal usa a fé e destrói ameaças do mal

Margareth e Ivan – Foto: Arquivo pessoal

Claudia Santos


Quando se casaram, Margareth Santos e Ivan Freitas esperavam ser felizes. Além de estarem apaixonados, cada um tinha um bom emprego, e eles desfrutavam de uma situação financeira confortável, com casa própria, carro e outros bens. Porém, de repente, perderam tudo, inclusive a residência, e foram morar de favor.

Esse declínio teve início quando Margareth abandonou a religião do marido, à qual ele pertencia desde criança. “Nós nos conhecemos durante um ritual e logo começamos a namorar. Mas, passado algum tempo, fiquei desapontada com o que presenciava naquele ambiente.”

Os espíritos malignos não ficaram satisfeitos com a saída de Margareth e, menos ainda, com o seu casamento. “Meu esposo continuou participando das cerimônias, e, muitas vezes, eles falavam sobre a insatisfação com a nossa união. Também ameaçavam matá-lo aos 33 anos.”

Conheceu o amor de Cristo

Margareth queria muito entregar seu coração a Cristo e parar de sofrer. Assim, aceitou o convite da irmã e participou de um culto na Igreja da Graça. “Nesse dia, descobri o amor e o poder de Deus. Aceitei Jesus como Salvador, e a minha vida mudou”.

Uma das bênçãos alcançadas depois da conversão foi um novo emprego. Com isso, a situação financeira melhorou. “Passei a orar pela libertação do Ivan, pois não queria mais vê-lo naquela prática. Mas ele resistia.”

“Até minha aparência mudou”

Evangelizado por uma pastora da IIGD, Ivan resolveu participar de um culto na congregação e abandonou a antiga crença. No entanto, as ameaças de morte continuaram. “Eu servia a esses espíritos malignos desde a infância. Eles tentaram se apoderar de mim, mas Jesus me resgatou. Eu era pele e osso. Tenho 1,96m de altura e pesava apenas 56kg naquela época. No entanto, com Cristo, até minha aparência mudou”, declara Ivan.

Logo após sua conversão, ele completou 33 anos, e o mal tentou atacá-lo, conforme a intimidação anterior. “Ele teve um infarto, e os médicos usaram o desfibrilador para ressuscitá-lo. Porém, Jesus o protegeu. Meu marido ficou apenas 24 horas no hospital e saiu restaurado.” 

Depois desse fato, outras bênçãos aconteceram, inclusive na área econômica. “O Altíssimo restituiu tudo o que perdemos: casa, carro e emprego. Hoje, somos felizes e temos paz”, completa Margareth, ao lado de Ivan.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *