Milagres na Volta da Vitória no Paraná
10 de janeiro de 2021
Do mundo da criança para a família inteira
17 de janeiro de 2021

Caminhou com firmeza sem o andador

Regiane se emocionou ao andar sem o apoio ao lado do Missionário – Fotos: Rodrigo di Castro

Claudia Santos


Regiane Oliveira dependeu do apoio durante meses. Receba sua bênção nos cultos que o Missionário fará em Porto Alegre, nos dias 17, 18 e 19/01

Há um ano, Regiane Oliveira sofreu um grave acidente de trânsito. Ela foi levada desacordada ao hospital e entrou em coma, permanecendo nesse estado durante 16 dias. “Tive traumatismo craniano, perfuração no baço, fraturas nas costelas e na perna direita, na qual foram colocados parafusos e placas.”

Durante os três meses de recuperação, ela não conseguia encostar o pé no chão. Regiane passava mal de tanta dor e sentia enjoo. “Tomava oito remédios por dia, e o sofrimento era intenso. Eu nem conseguia dormir direito. Quando pude me levantar, só conseguia me locomover com auxílio do andador.”

Ao final do culto, mostrando estar bem, Regiane levantou o andador

As várias sessões de fisioterapia foram insuficientes para Regiane se recuperar do acidente. Então, ela decidiu clamar pela ajuda divina no culto realizado pelo Missionário R. R Soares, na sede estadual da Igreja da Graça em Porto Alegre (RS), em dezembro de 2021.

Ela fez parte de uma das caravanas da IIGD que saíram de várias cidades do estado para participar do encontro de fé. “Tiveram de me carregar para me colocar no ônibus e, depois, precisaram me tirar da condução, pois eu não podia fazer isso sozinha. Entrei na igreja apoiada no andador, mas tinha certeza de que voltaria curada, e assim aconteceu.”

Quando R. R. Soares orou pelas pessoas com problemas na coluna, Regiane clamou com fé, tomou posse da vitória e largou o apoio. “Jesus me curou. Caminhei com passos firmes. O retorno para casa será diferente. Agora, quero ter vida normal, participar mais dos cultos na IIGD e agradecer ao Senhor essa bênção.”

Quatro décadas de limitações chegam ao fim

Ana Rosa

Ana Rosa da Silva Santos, de 91 anos, sofria de dores reumáticas e artrose havia 40 anos. Os tratamentos eram ineficazes, e ela precisava de bengala para se locomover. “Meus joelhos e minhas pernas estavam duros, e os movimentos, limitados.”

Diante dessas restrições, os filhos tinham de preparar a comida de Ana Rosa. Quando não podiam fazer, ela comprava pronta. “Eu era totalmente dependente dos outros”, conta Ana, que chegou ao culto acompanhada de uma amiga. “A ideia de me trazer foi dela. Aceitei porque precisava de um milagre.”

Na pregação, R. R. Soares afirmou: “Deus faz maravilhas! Envolva-se com Ele e receba a cura”. Após ouvir essas palavras, Ana Rosa se encheu de confiança. Ela determinou a vitória e, no momento da súplica, ficou sarada. “Ando normalmente e não preciso mais da bengala. Agora, poderei cuidar da minha casa.”

Sofrimento era diário

Zélia Maria

Padecendo de três hérnias de disco, Zélia Maria Rodrigues tinha os movimentos dos braços e das pernas restritos. “Sentia dor, não caminhava direito nem tinha posição para dormir ou me sentar”, desabafa.

As injeções, sessões de fisioterapia e os medicamentos não faziam efeito, e a situação se agravava. “Os médicos me disseram que eu teria de conviver com o problema. A perna esquerda era a mais prejudicada. Mas, na oração feita pelo Missionário, Jesus me curou”, contou Zélia, movimentando o membro inferior sem dificuldade.

Pernas firmes na Volta da Vitória

Valdereza Rute

Durante as campanhas de fé realizadas pelo Brasil, R. R. Soares sempre canta A volta da vitória, louvor de sua autoria. Na oportunidade, muitos são sarados de enfermidades diversas. Em Porto Alegre, não foi diferente. Valdereza Rute de Costa, por exemplo, recuperou a firmeza das pernas.

De acordo com ela, o sintoma, que já durava 11 anos, era decorrente de varizes e trombose. “Sentia intensa dor e andava com dificuldades. Era um sacrifício subir escada e fazer as tarefas domésticas. Além de injeções, eu tomava seis medicamentos diários.”

Valdereza evitava sair, porque caía na rua. No entanto, ao saber do encontro de fé, viajou durante duas horas para buscar sua bênção. “Quando o Missionário cantou A volta da vitória, determinei a cura, minhas pernas ficaram firmes, e comecei a andar normalmente. Foi um milagre.”

Missionário cantando A volta da vitória como povo em Porto Alegre

A bênção espera por você

Nos dias 17, 18 e 19 de janeiro, R. R. Soares realizará outras concentrações na sede estadual da Igreja da Graça em Porto Alegre, na Avenida Júlio de Castilho, 492 – Centro.

Dias e horários:

17/01

Culto às 20h

18/01

Culto às 20h

19/01

Cultos às 9h, 14h e 20h


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *