Jornal Show da Fé – 185
1 de junho de 2021
Diabo queria beber o sangue dele
1 de julho de 2021

Voz dizia que suicídio era a única solução

Foto: Arquivo pessoal

O’hara Santos


Nilma Aparecida Nascimento Fávaroera funcionária pública, mas pediu demissão do cargo e investiu em um projeto pessoal. Em 2000, ela e o marido abriram uma loja com produtos variados, entre eles, calçados e roupas. “Queríamos ficar ricos nesse ramo”. 

No entanto, nada deu certo. “Contraímos dívidas com bancos e agiotas para investir na empresa, porém não conseguimos quitá-las. Desse modo, totalmente endividados, decretamos falência”. 

O casal quase se separou devido à crise financeira. Além disso, o marido dela ficou doente. “Os problemas eram tantos que entrei em depressão. Tomava oito comprimidos diários. Vivia triste, desmotivada e ouvia uma voz dizendo que o suicídio era a única saída”.

Agora andam de cabeça erguida

O médico declarou que ela jamais ficaria curada e poderia ser internada em um hospital psiquiátrico. Mas Nilma encontrou em Deus a solução para as dificuldades. “Certo dia, ao ligar a televisão, ouvi o Missionário R. R. Soares dizer: ‘Você, que está acordada até essa hora da madrugada, pensando em se matar, não faça isso!’. Após aquelas palavras, orei com ele e senti paz no coração”.

Ela anotou o endereço da Igreja da Graça e, no dia seguinte, com o marido, resolveu participar de um culto. Ao entregar a vida para Jesus, Nilma foi liberta da depressão e do desejo de morte. O Senhor também abençoou as finanças do casal.

 “Após nos batizarmos nas águas, eu e meu esposo nos tornamos patrocinadores, e o Altíssimo nos restaurou. Pagamos as dívidas e reformamos nossa casa. Estou dando aula no ensino público, e meu marido adquiriu um mercado. Agora, eu e minha família andamos de cabeça erguida”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *